Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Birra em público

20130613-081348.jpg Foto Revista Crescer

Gente, ontem fui com Malu renovar o passaporte no Shopping, e passei o maior mico com meu marido por conta dessa menininha. Enquanto esperávamos, tinha uma mesinha com desenhos e lápis de cera, e colocamos ela sentadinha para brincar. Após algum tempo, outra mãe chegou com sua filhinha, uma bebezinha que não devia ter completado um ano ainda, e minha Malu saiu berrando (herdou meus decibéis…), com a mãozinha levantada para bater no bebê! Eu a segurei, a mãe da criança fez uma cara de pavor, briguei muito com Malu, e aí ela começou a sessão de se jogar no chão, chorar e fazer birra, chamando a atenção de todo o SAC.
Segundo o portal Babycenter “não há por que achar que você está criando um pequeno tirano — nessa idade, é pouco provável que seu filho esteja tentando ser manipulador. Provavelmente ele está tendo um “surto” por causa de uma frustração, que ele não consegue expressar bem com palavras, porque ainda é muito novinho.”
Mas o misto de raiva e vergonha pode às vezes tirar uma mãe do sério… A maioria dos livros que li recomenda ignorar e se afastar da situação, uma vez que a criança quer mesmo é chamar a atenção… Em casa é mais fácil, mas em espaços menores como clinicas e restaurantes por exemplo, fica mais difícil…
Nesses casos, o que eu faço é tentar desviar a atenção do que impulsionou a birra para alguma outra coisa. Às vezes dá certo… Às vezes não… Acho que, o mais importante a se saber nesses casos de birra é que, se a criança faz pra te manipular e pedir coisas pouco razoáveis, melhor não ceder, pra não criarmos pequenos tiranos lá na frente. E converse…
A gente acha que as crianças são pequenininhas e não entendem muita coisa, mas a cada dia que passa me convenço que eles sacam tudo! Se a gente explica os motivos do não (sempre se abaixando até a altura da criança e a olhando bem nos olhos), ela pode até na hora do estresse parecer não entender, mas vai absorvendo os nossos princípios.
E nunca, nunca resolva com palmada. Uma vez ouvi uma frase de minha cunhada antes de ser mãe que me fez refletir bastante: ela falava que, se até pra educar animais de estimação não se bate, por que bater em uma criança, que tem todo o potencial pra te entender? E é a mais pura verdade.
E paciência, paciência, paciência… Acho que esta deve ser a maior virtude de todas as mães…
E vocês, fazem como com essas birras? Me contem por favor porque já estou no pagando a língua nível 7!!!!!!!
Beijos, Lika.

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro