Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Descobrindo os cosméticos

Engraçado como a gravidez pode transformar a vida e os hábitos de uma mulher. Antes de ficar grávida, eu nunca tive paciência pra produtos de beleza. Na verdade, cremes pro corpo, rosto, eu praticamente nunca usava, chegava a passar adiante quando ganhava de presente, e joguei fora produto vencido um monte de vezes.
Acho que era assim porque nunca tive problemas com espinhas, manchas, esse tipo de problema que apavora a gente… A propósito, aqui tenho que fazer uma parte e agradecer minha mãe pela herança de uma pele ótima: valeu mãe, pra compensar os pneuzinhos de trator, né? #NinguémÉPerfeita
Maquiagem, só em festa e a noite, e mesmo assim, nunca investi muito dinheiro nessa área.
Não sei se foi por ter engravidado depois dos 30 e ter medo de embarangar de vez, mas assim que me vi cheia daqueles hormônios, meus hábitos mudaram completamente. Lógico que tudo que usei, foi acompanhado de uma alimentação bem saudável (nunca comi tão certinho na vida) e que tudo que se usa durante a gravidez no cabelo e na pele, deve passar pelo seu obstetra, né?
Em primeiro lugar, o medo do melasma (sacanagem dos hormônios com a gente, viu!) me fez usar protetor solar TODOS OS DIAS.
No inicio da gravidez eu usava o protetor solar para o rosto da Avon. Ele é ótimo, textura bem sequinha, o cheiro é meio forte, mas não chegava a me incomodar.

20130320-010157.jpg
Quando viajei pra os Estados Unidos, comprei esse da Neutrogena, que é o que eu uso até hoje e amo (tenho estoques!).

20130320-010338.jpg
Outra mudança foi que o medo das estrias me levou a hidratar muito bem o meu corpo. Todos os dias depois do banho eu fazia aquele ritual de massagens, e deu certo porque desse mal eu não embaranguei…
Nos primeiros meses eu usei o Mater Skin, por indicação de uma amiga,

20130320-010640.jpg
mas também trouxe um da terra do Tio Sam que achei fantástico. Sentia a pele mais firme desde a aplicação. Também comprei por indicação de outra amiga. Foi esse aqui:

20130320-010907.jpg
Eu usava, além destes, um hidratante da Aveeno (também gringo), e esse particularmente, amo tanto que uso até hoje. Ele não é especifico para gestante, mas deixa a pele super hidratada e não tem cheiro (o que tem o seu lugar, vamos combinar).

20130320-011245.jpg
Como ouvia dizer que depois da gravidez o cabelo cai (e CAI MESMO!), comecei a fazer o uso de hidratação em casa mesmo, pra dar uma fortalecida nos que iriam sobrar pelo menos (sou tão apegada com meu cabelo, ai ai…).
Minha cabeleireira recomendava a Kerastase, mas meu espirito casquinha não me permitiria pagar 150 Dilmas numa mascara de cabelo. Então eu usava essa da Vizcaya, que por 20 reais é muito digna…

20130320-012023.jpg
Depois eu descobri que, mais importante que hidratar os fios é cuidar do couro cabeludo, mas em outro post falo como faço hoje em dia.
E dessa rotina, criei um hábito, do hábito a curiosidade de conhecer produtos novos, comecei a namorar milhões de blogs que falavam sobre isso, e hoje, confesso que perco um tempo precioso da minha noite (porque meu dia, quando não é trabalhando, é de Malu) navegando e pesquisando sobre beleza na web.
Não credito o que vou dizer agora aos produtos que eu usei/uso, mas posso garantir que me considero mais bonita hoje em dia. Nem sei se a palavra é mais bonita, mas mais mulher, com certeza!
Então mulherada, não há motivo pra embarangar na gravidez, hein! Vamos nos amar, meu povo, que o amor volta pra gente!
Bjs, Lika.

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro