Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Dois anos…

20130731-213105.jpg

Com 3 anos de casada, dois empregos, amando, eu me encontrava pronta pra ser mãe.
Mas Deus não faz as coisas do jeito que a gente quer… Mesmo achando que fosse emplacar um gol de primeira, esperei 22 meses para ter a noticia que, se tudo corresse bem, em 9 meses eu teria um filhote em meus braços.
Por um lado, foi bom… Nesse meio tempo, muitas amigas tiveram filhos. Vi os erros e acertos de cada uma, e registrava tudo na minha memória.
A minha gravidez foi tranqüila, mas eu não me senti muito confortável grávida. Já falei aqui no blog que não achei nada pleno o estado de “estar grávida”, em compensação, a fase que as minhas amigas quase todas piraram, do primeiro mês, foi um mês de muita plenitude em minha vida…
Eu tive placenta prévia, uma condição da gravidez que inviabiliza o parto normal. Quando fui pra ultima consulta com a minha obstetra e ela me deu uma guia de internação para a cesárea, achei meio chato, porque me sentia invadindo o espaço de minha filha e tirando ela do conforto.
Nesse dia, fui ao trabalho levar o atestado, me despedi dos colegas, fui pra casa, jantamos com dois amigos queridos, e no papo falávamos como daqui a 15 dias Malu estaria entre nós.
E Deus mais uma vez me mostra que tudo é no tempo dele: 3hs da madrugada acordei pra fazer xixi, e no banheiro vi que tinha um sangramento. Liguei pra minha médica, que me mandou ao hospital. Na verdade, pensei: Malu escolheu a hora dela… Foi uma correria, mas 05:30hs da manhã, eu e Neto conhecíamos a pessoinha mais importante de toda a nossa vida. Impressionante como um bebê nasce, chora e só de ouvir a sua voz ele se cala, como se soubesse que ali nada de mal vai acontecer. Definitivamente, a maior emoção na vida de uma pessoa, que só de escrever choro litros…

20130731-213203.jpg

Há exatos 2 anos eu pegava minha Maria Luiza nos braços, com 36 semanas, mas 2,99kg e super saudável, direto pro peito na sala de parto, e mamando direitinho. Na sala de espera, apenas seus a avós, afinal era madrugada, não deu tempo de avisar a mais ninguém. Teve gente que soube que Malu nasceu pelo Facebook! (Eu juro!).
Minha filha é uma criança iluminada. Ela sorri apenas com os olhos…
Quando fomos pra casa, não precisamos de mãe, sogra, babá nem enfermeira. Nos viramos sozinhos, e mesmo com o cansaço, só me lembro de amamentar Malu ouvindo Toquino, Chico, Bono, e chorar, chorar, mas de uma alegria que não cabia dentro de mim. Desses dias só tenho recordação boa!
No dia de hoje agradeço a Deus por mais um ano de sua vida alegre, por colocá-la em nossas vidas. Uma criança que, mesmo tão pequenina, leva alegria aonde quer que passe.
Recentemente eu perdi um bebê. Foi um momento muito triste. Mas essa menininha foi minha força e minha alegria para passar por esse tudo isso feliz.
Te amo filha. Registro aqui todo o meu amor, na certeza que você, daqui há 4 anos vai estar lendo essas palavras que te escrevo de todo o coração.

20130731-213259.jpg

20130731-213336.jpg

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro