Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Filho pro mundo: falar é fácil?

20130711-110213.jpg

Há alguns dias atras eu escrevi um post em que citava que a gente cria filho pro mundo. E, apesar da frase clichê, tenho muita convicção que devemos sempre dar o máximo de independência pra nossas crianças, porque assim estamos dando ferramentas pra que ela cresça livre e com responsabilidade sobre suas ações, atitudes.
Assim, desde bem pequena Malu dorme sozinha no próprio quarto, come com seu próprio garfinho, dorme na casa da vovó… Mas nem sempre é fácil… Quando estava em Belo Horizonte há 15 dias atrás, saí com Neto e deixei Malu sozinha com minha tia Marcia, que Malu tem pouco contato, obviamente pela distancia… Saímos, mas fiquei preocupada, que ela estranhasse, que chorasse, que desse trabalho pra minha tia. Nada disso… Malu brincou bastante, comeu e depois dormiu, sem dar o menor trabalho… Nem uma lagrima derramada… Ou seja, está ficando uma menininha sabida, que compreende o que lhe é explicado. #MeMataDeOrgulho
Agora, desafio mesmo de criar filho pro mundo fazem meu tio Eduardo e sua esposa Rizete. Não canso de admirar a história dela e de José Renato, meu priminho que é hemofílico, contada nesse post. Semana passada eles deram mais um passo na independência desse gatão lindo: com a autorização e indicação da pediatra dele, Zé Renato ganhou sua primeira bicicleta de presente de aniversario de 6 anos. A maioria de nossos filhos andam de bike bem antes disso, mas pra Zé tudo tem que ser com mais cautela…
Eu estava lá em Pedro Leopoldo para vivenciar a alegria dessa criança dando suas primeiras peladas. O brilho no olhar é impagável! Ele passou o dia todo andando de um lado a outro da fazenda, sem cansar. No fim do dia, seu calcanhar já estava roxo de hematomas, mas ele estava tão feliz, que ter que ir ao Hemominas tomar fator era apenas um detalhe!
Hoje José Renato anda de bike todo paramentado! Ah, e tem o fator em casa para ser aplicado por seus pais em caso de necessidade (eles fizeram curso no Hemominas para aprender a aplicar, ou seja, nem só coisa ruim tem no SUS, meu povo, mas isso é papo pra outro post!).

20130711-110320.jpg Lá vai Zé Renato, feliz da vida! #AmoMuito

Filho é pro mundo, mas não canso de admirar mães guerreiras como Rizete , Cynara , Vanessa , e todas nós, cada qual com suas dificuldades e limitações, que matamos um leão por dia, na certeza que, se erramos, foi na intenção de acertar!
É isso, galera! Beijocas, Lika.

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro