Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Os dons de Aurora

20140707-221640-80200665.jpg

Sabe aquela cena de “A Bela Adormecida” ou “Malévola”, onde Fauna, Flora e Primavera chegam ao batizado de Aurora e vão lhes dando os dons que ela terá durante sua vida? O dom da beleza, o dom do cantar…

Quando eu fiquei grávida de Maria Luiza, lógico que o que eu mais pedia, e toda mãe é assim, eu creio, era o dom da saúde. Afinal, com este, o resto todo é consequência… Mas ao imaginar minha filha, e em desejar qualidades pra ela, confesso que o que eu pedia era meio engraçado…

Enquanto a maioria das mães pensam em bebês lindos (todo mundo falava: já pensou se ela nascer com os olhos azuis dos avôs?), eu me concentrava mesmo era que ela fosse alegre, que se comunicasse bem, que tivesse facilidade pra fazer bons e verdadeiros amigos (essas coisas que eu particularmente me identifico), e que fosse destemida para os esportes. Essa última porque eu sempre fui meio lesa nesse quesito… Enquanto todas as minhas amigas da escola eram feras no handebol, baleado, queimada, eu sempre fui boa de tomar bolada… Nunca prendi a andar de patins, e enquanto meus primos subiam lá no alto da goiabeira da casa de tia Anete, eu sempre ficava lá de baixo tomando caroço na cabeça… Torcia mesmo para que ela fosse destemida, que não tivesse medo de subir num skate como o pai, que herdasse dele o dom da arte, de desenhar, de ser gentil.

Agora, encontro-me tendo os mesmos desejos para a pequena Isabela. Claro que se ela for linda como a Bela do desenho, cantar lindas canções como Aurora e Branca de Neve, morrerei de orgulho, obviamente. Além do mais, todo filho é lindo aos olhos de seus pais. E agora, me pego desejando as mesmas coisas para ela, e com um plus, de que ela seja bem paciente e boazinha para agüentar todo o ciúme de sua irmãzinha Malu, que já se mostra bem mandona e cheia de argumentos para não dividir as suas coisas com a irmã.

Não posso deixar de me lembrar de um comentário de um amigo, que ao saber que sua esposa esperava um menino, disse que preferia menina, pois se fosse bonita não precisava nem estudar muito pois arranjaria um bom partido e seria feliz. Lógico que ele estava brincando, mas não pude deixar de desejar para minhas duas filhas o dom da inteligência e da independência, vindo ou não com beleza, afinal, nada há de fazer mais feliz uma pessoa do que conquistar seus objetivos por méritos próprios, principalmente quando eles vão além de uma coisa tão efêmera quanto ser bonita…

Quanto aos olhos azuis dos avôs, ainda tem gente na torcida por Bela, mas sempre lembro da célebre frase do meu pai, que como teve toxoplasmose na infância, tem sérios problemas de vista, e ao questionado por mim, nos meus 5-6 anos sobre o porquê de eu não ter os olhos azuis como os dele, me respondeu cheio de senso de humor: minha filha, muito melhores são os seus olhos, pois eles funcionam bem!

E é isso aí, pai! Você mais uma vez estava certo!
Beijos a todos, Lika.

20140707-221821-80301286.jpg

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro