Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Pitaco pra todo lado

20130327-154653.jpg

Quando você pega seu positivo de gravidez, é tomada por uma alegria tão grande que quer sair aos 4 ventos contando pra todo mundo, né?
Comigo foi assim, mas como esperei MUITO por este momento, e meu BHCG deu beeeeemmm baixinho, minha médica aconselhou esperar 15 dias pra fazer uma ultrassom e confirmar se estava tudo ok. Como era dezembro, esperamos mais 3 diazinhos pra fazer uma surpresa pra família e amigos no Natal, o que foi bem legal.
Eu, por natureza, teria contado logo pra todo mundo. Mas entendo que muita gente espere um pouquinho. Tive 4 amigas bem queridas que perderam o primeiro filho no iniciozinho da gravidez. É mais comum do que se imagina, e acho que quando todo mundo sabe e o bebê não vinga, ter que explicar pra cada um o que aconteceu deve ser MUITO dolorido.
Outra coisa clássica dos primeiros meses de gravidez é sempre aparecer um espírito de porco pra dar pitaco em sua vida… Se palpite fosse dinheiro, as grávidas com certeza iriam ter uma renda a mais no final do mês… Aparece gente pra falar de morte, de doenças que você nem sabia que existiam… E quando o bebê nasce é pior, porque todo mundo sabe a melhor posição pra dormir, pra amamentar, pra dar banho, pra levar ao pediatra…
Aconteceu uma coisa comigo que não me controlei: fui a Perini (uma delicatessen/mercado aqui em Salvador) com Malu e Neto. Ela devia ter uns 3 meses, era um domingo de manhã, eu já não agüentava mais ficar em casa (porque 6 meses de licença maternidade é ÓTEMOOOO mas enjoa, viu fia!), e fomos comprar umas coisinha pro café. Eu coloquei Malu naquele canguru com suporte pro pescoço, ela tava toda aconchegadinha em mim, aí uma criatura na fila fala:
– Ô mãe… Que judiação!!!!
Eu dei aquele olhar mortal pra criatura, olhei pra meu marido (ele, que me conhece, já esperando a bomba), e eu falei:
– Tá vendo, meu amor, eu disse que era melhor deixar o bebê no carro…
A mulher me olhou com cara de ódio, eu finji que não vi, paguei minhas compras (porque se é pra dar pitaco na minha vida ela podia então pagar minhas contas, né?), e fomos todos pra casa.
Ah, gente, faça-me o favor né? Se eu saí com minha filha é porque sei que poderia…
Por isso vou dar uma dica aqui que considero preciosa para todas as mães/gestantes que acompanham o nosso blog: informe-se bastante sobre tudo. Leia sobre amamentação, cuidados com o bebê, pergunte pra sua médica, enfermeiras… Blinde-se contra pitacos de gente que fala sem conhecimento de causa, porque, mesmo os conselhos da vovó requerem filtro!
E quando vierem encher o seu ouvido de bobagens, escutem com um sorriso no rosto e joguem na lixeira do HD do cérebro. Foi o que eu fiz (exceto nesse dia, hihihihi) e é como faço até hoje…
Beijos, Lika.

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro