Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Revista Pais e Filhos, amamentação e o leite em pó

20131127-061951.jpg

Ontem rolou um texto da revista Pais e Filhos pelas redes sociais que, ao ler, sabia que causaria MUITA polêmica na blogsfera materna de mães engajadissimas na luta pelos direitos de nós mães. O texto foi esse:

“A tal moda de amamentar está me dando fome… E todos os adultos achando que tô chorando por cólica.

Estou deixando minha mãe meio apavorada. É porque eu choro muito. E ela continua não entendendo. Vou contar a verdade: Minha mãe está com pouco leite… Acontece nas melhores famílias. Mas como eu nasci no século 21 – em uma família que pode ir ao supermercado – existe uma solução incrível chamada LEITE EM PÓ. Os cientistas – são os homens que inventam as coisas novas – conseguiram inventar um leite bem parecido ao leite da minha mãe, é uma maravilha.

O problema é o de sempre: minha mãe não me ouve. Ela fica achando que eu tô chorando de cólica, e eu tô chorando de fome! Cólica é uma coisa que eles dizem para todos os problemas que a gente tem. Quando não sabe o que é, é só dizer que é cólica! Mas pra vocês entenderem a cólica e o leite em pó vou ter que falar de outro assunto.

Aqui na Terra tem uma coisa chamada “moda”. Todo mundo se influencia por ela. A moda faz as pessoas mudarem de ideia e acreditarem no extremo oposto do que acreditavam antes. É assim, dependendo da moda você logo muda de idéia. A moda depende do lugar, da época e não sei mais do quê, mas serve pra tudo: eu já vi para comida, roupa, educação. Isso só em três semanas, então é seguro que sirva pra mais coisa.

Tô dizendo isso porque aqui onde nasci, no Brasil, está super na moda amamentar! Então a maravilhosa invenção do leite em pó anda malvista… E nem passa pela cabeça da minha mãe – que, infelizmente, se influencia pelo o que pensa a maioria – que eu seria muito mais feliz se ganhasse, depois do peito, um pouquinho de leite em pó.

Tem uma senhora muito simpática que vem quase todo dia aqui em casa. Ainda não entendi porque ela passa tanto tempo aqui – e ninguém me explicou. O nome dela é Maria. Uma visita diferente porque as outras visitam costumam ficar paradas e ela fica de um lado pro outro levando coisas, arrumando, limpando. De vez em quando, ela fala para alguém: “Ah, se a mãe dela saísse um pouquinho, eu bem que dava uma mamadeira bem grande, aposto que esse bebê está chorando de fome”. A Maria, que não liga pra moda, tem boa intuição. Mas nada da minha mamãe sair de casa…

É o problema de sempre… Os adultos basicamente só entendem as palavras. No resto da comunicação eles não vão muito bem.

Ai que fome, quero mais leite e o da minha mãe já acabou… É difícil mesmo essa vida na Terra…”

Assim, acho que a autora foi infeliz demais em chamar a amamentação de moda. Não é. Não vou aqui discorrer sobre os benefícios da amamentação porque sabemos, mas só queria deixar uma ponderação: qualquer radicalismo torna tudo mais difícil para as mães de primeira viagem! Tive a felicidade de poder amamentar minha filha exclusivamente no peito por 6 meses, mas tive amigas que, mesmo com muita luta, visitas de enfermeiras, esforço pessoal e emocional, não conseguiram e tiveram que apelar pra fórmula… E têm filhos saudáveis, apesar de passarem um BOM tempo sofrendo e se culpando por isso.

Entendo que, uma publicação em uma revista de circulação nacional, principalmente que recebe apoio financeiro de patrocinadores interessados em vender o “leite em pó” deve ter um critério bem maior ao publicar um texto desse tipo, e talvez tenta sido infeliz mesmo… Não sei nem quem é a autora, mas pensei que ela poderia ser uma das minhas amigas, que perderam muitos dias de sua maternagem chorando e sofrendo por não conseguir fazer o que toda mulher consegue (em teoria). Talvez se ela tivesse publicado o texto em um blog pessoal, abordando suas dúvidas e dificuldades, as pauladas não tivessem sido tantas!

Mais amor e menos radicalismo, gente! E amamentem muito, porque, depois da dificuldade inicial, é uma das maiores alegrias na vida da jovem mãe.
É isso… Beijão, Lika.

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro