Logo Blog Mamãe Vai Fazer

Sintomas de Gravidez

20140425-153629.jpg

Uma mulher que se conheça muito bem pode, mesmo sem teste algum, ter dentro de si a certeza se está ou não grávida.
No meu caso, como queria muito e esperei muito, quando fiz os testes de farmácia que me devam a certeza do sucesso ou não, no fundo, no fundo, eu já tinha dentro de mim cada resposta.

Mas esse post serve para relatar alguns dos sintomas mais comuns que aparecem no iniciozinho da gravidez:

1. Atraso menstrual: lógico, se você está tentando engravidar, acaba que sabe o dia certinho da ovulação e da menstruação. Então, com um dia de atraso, a maioria dos testes de farmácia já pode tirar a sua dúvida. Agora, um porém: se você fizer e der positivo, pode ficar feliz e comemorar. Mas se der negativo, aguarde, e se a menstruação não chegar, repita o teste com mais alguns dias. Foi o que aconteceu quando eu engravidei de Malu, onde fiz um bHCG com 02 e 08 dias de atraso, e deram negativos, só positivando com 15 dias, e mesmo assim, bem fraquinho. O motivo foi a ovulação tardia, que pode ocorrer em algumas mulheres.

2. O super nariz: não me pergunte o motivo, mas fato é que, a mulher grávida fica com uma sensibilidade olfativa bem mais apurada. Aconteceu comigo e com várias amigas minhas. Esse sintoma me chamou muito a atenção, porque eu nunca fui muito de perceber odores, mas durante a gravidez, foi um sinal que me chamou muito a atenção…
Este sintoma está diretamente relacionado com outro, bem comum:

3. Enjoos e náuseas: eu, particularmente, não tive enjoos. Mas tinha muita náusea, o que me deixava completamente sem apetite, e o cheiro de comida, principalmente gordurosas, me davam mais náuseas ainda. Mulheres que sofrem com enjoos podem ter que ser medicadas, para evitar a desidratação.

20140425-154053.jpg

4. Sono terrível: como todo o seu corpo está trabalhando bastante para fazer crescer aquele grãozinho de arroz, e toda essa produção, juntamente com os níveis aumentados de progesterona deixam a futura mamãe super cansada nesses primeiros meses. No meu caso, esse sono torna-se insuportável no período da tarde. Mas nada de tomar café o tempo todo pra despertar, viu? Níveis elevados de cafeína podem fazer mal pro bebê.

5. Intestino lento: se a mamãe já tinha prisão de ventre, essa situação pode piorar bastante na gravidez. Eu percebi isso como um sinal porque, sempre no final do meu ciclo menstrual eu tinha o efeito contrário. Daí, quando chegou a data prevista pra menstruação e o intestino teimava em funcionar, me chamou a atenção que poderia haver “bebê a bordo”.

6. Sensibilidade a flor da pele: choro em qualquer hora e lugar não é nada estranho para as gestantes. Os maridos e familiares têm que ter uma paciência extra, porque segurar a emoção não é nada fácil para as grávidas.

7. Seios inchados e escurecidos: a maior circulação de sangue na região leva a um aparecimento de veias nos seios. Pode ocorrer também o escurecimento das auréolas, mas nem todas as mulheres notam esse efeito de imediato. O aumento do volume das mamas também ocorre, entretanto, este sinal pode ser confundido com os sinais de TPM também, entao, fique atenta aos outros sintomas.

8. Vontade de fazer xixi com maior freqüência: como o sangue está circulando a mil para dar conta do embrião, aumenta também a freqüência das idas ao banheiro. Eu percebi esse efeito principalmente durante a noite, tendo que levantar mais vezes que o habitual.

9. Dor baixo ventre: essa dorzinha relatada por diversas gestantes pode ser confundida com a velha cólica da TPM, mas se você conhece bem o seu corpo, vai perceber que é uma dorzinha bem diferente, mas baixa do que a dor que vem no período menstrual. É uma dorzinha constante, que não chega a incomodar a ponto de tomar um analgésico (pelo menos no meu caso), mas te lembra que tem alguma coisa acontecendo por ali…

20140425-154330.jpg

E vocês, sentiram o que nos primeiros dias de gravidez? Conta pra gente!
Beijos, Lika.

Nuvém de Tags
alegria amamentação Amizade amor avião babá Beleza birra blog Brasil brincadeiras Cabelo campanha cesárea chupeta cinema criança culpa cultura dica dicas emoção escola Família farra Filhos Filme fim de semana gravidez infância Irmãos Lazer Libido livros maquiagem música parto passeio pele programação saudade saúde solidariedade Sono teatro